Hotel Cortez

Página 6 de 25 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 15 ... 25  Seguinte

Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Admin em Qua Jun 15, 2016 11:30 pm

Era um dia calmo, mas pensando bem, todos os dias eram calmos naquele hotel, era realmente um lugar muito chato e silencioso pra quem quer diversão, ao entrar no hotel o dois se deparam com um saguão completamente luxuoso tão quanto de um hotel na tão estimada Londres, não tinha musica alguma tocando mas conseguiam ali mesmo, em suas mentes ouvir alguns gritos, parecia uma musica agitada porém apenas por um segundo. Mais a frente estava um homem com um olhar tedioso enquanto encara o computador, pensativo parecia estar viajando, até que ouviu a voz do rapaz.




- Oh, convidados. - Sorriu de maneira gentil enquanto mantem a postura para atende-los. - Sim, é aqui mesmo, esta planejando ficar por quanto tempo, meu bondoso senhor? - Brincava com as palavras, brincava com a própria conversa, o cabelo negro não tão longo estava bagunçado, podia-se perceber que atrás da parede estava apenas uma chave pendurada, talvez apenas uma vaga, o estranho é que não havia movimentação de entrada e saída. 

- Quarto pra um casal em lua de mel? Namorados? Amantes? - Se aproximou do maior enquanto cochichou próximo a seu ouvido. - Se sua esposa ligar, eu falo que é da sua empresa se quiser. 

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 776
Data de inscrição : 11/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário http://wheel-of-fate.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Meredith Sivan em Qua Jun 15, 2016 11:51 pm

Decidiu que não falaria nada, apenas seguiria para dentro do Hotel junto de Sparda, querendo mais que qualquer coisa que tudo aquilo acabasse. Poderia acabar com aquilo de forma rápida e eficaz, se quisesse, mas tinha preguiça. Caminhou devagar até a recepção, encarando o rapaz no balcão.

- Não há necessidade de avisar. Eu sou a esposa. Um quarto de casal sim, por gentileza. - pediu, por sorte as roupas batiam hoje. Usava um vestido parecido com um quimono, de gola alta e coloração escura, escondendo os lábios por trás de um leque - E se não for pedir muito, um onde o Sol não bata tão fortemente. - falou, encarando-o com os olhos absurdamente claros, cinzentos a ponto da quase brancura.

Virou-se para o moreno, encarando-o com raiva. Definitivamente socaria-o quando estivessem sós.


Última edição por Meredith Sivan em Qui Jun 16, 2016 5:26 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Meredith Sivan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Void em Qui Jun 16, 2016 12:06 am

*Na recepção visualizando aquele rapaz, Sparda prestava atenção naqueles detalhes estranhos... Uma unica chave, sons ecoando em sua mente e ninguém visível além daquele rapaz que não parecia nada com um funcionário, é, possivelmente já haviam caído em uma armadilha e ele lamentava ter caído tão fácil, mas por dentro, pois por fora se fazia sem graça*

-Ah... -Antes que pudesse falar, dizer que Meredith era sua irmãzinha bastarda filha de outro pai agressivo e por isso ela veio morar com o irmão mais velho, bem, algo dessa laia, a menor tomou a frente, algo que o fez olhar para ela mantendo a expressão neutra, embora surpreso por dentro, isso até perceber a encarada que ela dava para si.

-Ha... Ha... -Riu beeem sem graça, ou não, estava com medo? É estava, realmente não queria ficar sozinho em um quarto com ela agora, é, mas não tinha jeito, uma unica chave, um único quarto, bem, quem sabe reservada ela ficaria mais calma?

-"Pense positivo!" -Refletiu consigo mesmo e levou a mão a nuca a coçando de leve, realmente não estava sem graça, afinal, não era dotado de malicia, estava mais é com medo mesmo, mas essa sensação o fazia parecer por fora que estava acanhado ou coisa do tipo, meio que tímido com a postura da própria... Esposa.

-Desculpe por isso, acredite em mim, ela é muito gentil, só está exausta por causa da viagem! Hahaha.... Caham! -Simulou uma tosse, realmente sentia que estava sendo devorado pela raiva da aliada, mas bem, já deveria estar acostumado, certo? Enfim, aquilo era realmente perigoso, restava saber se o capeta era pior que a garota no momento.

-Quanto fica, rapaz?
avatar
Void

Mensagens : 186
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
102/300  (102/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Admin em Qui Jun 16, 2016 12:21 am



Encarou a garota até ela terminar de falar, não parecia que ela era da mesma idade do rapaz, parecia ser bem mais nova, com isso mudou o foco para o homem que acompanhava deixando um ar suspeito no ar, quem seriam aqueles dois? Mesmo assim era apenas o recepcionista, mudou a posição novamente, agora sentando na cadeira enquanto sorria de maneira divertida e gentil, procurava na parte do balcão o papel onde eles teriam que preencher.
- Deixe-me ver, esta por aqui. - Falava sozinho enquanto deixava uma tesoura cair, esta tesoura ensanguentada caia bem ao lado do balcão onde apenas Meredith conseguiria ver caso fosse esperta e olhasse depressa, o moreno na mesma velocidade da queda, pegou o item e colocou em baixo do balcão de novo, porém deixou uma marca vermelha de sangue no solo branco.
- Ah, aqui esta. - O pé esquerdo do recepcionista pisou em cima da merca para assim não repararem, enquanto colocava o papel em cima a frente deles, algo simples pra responder caso tivessem alergia a comidas e tudo mais, e quanto tempo ficariam.
- Irei pedir pra camareira não atrapalhar o romance de vocês, ok? - Sorriu enquanto piscava pra Sparda, não era comum um homem daquele piscar para outro, porém naquelas circunstancias ele havia feito, um sorriso tímido se formou nos lábios dele quando mudou o olhar para Meredith. 
- Mas me contem, como foi o casamento? AH, fica apenas 150 myns por noite.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 776
Data de inscrição : 11/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário http://wheel-of-fate.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Meredith Sivan em Qui Jun 16, 2016 5:38 pm

A de cabelos claros suspirou, enfiando as mãos dentro do bolso do casaco e parando pela primeira vez para analisar o local. Os olhos corriam tudo calmamente, e os ouvidos aguçados a procura de qualquer som que lhe soasse familiar, e por isso, quando o tilintar metálico soou contra o assoalho, os olhos cinzentos se desviaram com rapidez para o objeto caído, inclinando levemente a cabeça ao perceber a rapidez do recepcionista a esconder tanto a tesoura quando a marca que havia deixado no piso branco. Se aproximou calmamente do balcão, pegando a canta e começando a preencher a folha, fingindo distração. 
A cabeça da garota trabalhava mais rápido do que ela lembrava ter feito antes. Talvez, fosse só a pressa para ir para casa, mas aquilo lhe fora útil. Esperava que Sparda enrolasse o rapaz com as palavras, mas não confiava tanto assim neste. Saberia muito melhor mentir qualquer coisa do que o moreno ao seu lado, mas esperava que não tivesse de se pronunciar mais uma vez. Encostou os dedos no papel e fechou os olhos, virando-se para os dois rapazes com uma expressão sonhadora; fingia com naturalidade.
avatar
Meredith Sivan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Void em Qui Jun 16, 2016 8:14 pm

*Realmente aparentemente timido, Sparda parecia mais velho mais sem duvida o maior nivel de maturidade vinha da menor, essa que mesmo visivelmente mais nova, bastava prestar atenção em ambos para ver quem realmente era o mais "maduro" dali. Mão na nuca e jeito dócil, exalando certa tranquilidade e até mesmo bobeira, esta que ficava ainda mais evidente em seu riso quando questionado sobre o casamento*

-150? Está ótimo para mim! -Mexeu no bolso do sobretudo, este que era tão discreto que só deu para perceber que existia por que o moreno colocou a mão ali dentro e pegou sua carteira, a abrindo e pegando do dinheiro em notas mesmo, entregando então a quantia para o atendente mantendo o sorriso e expressão mornos, muito embora aquela piscadinha o tenha incomodado, e bem, ele não era surdo, não tinha visto mas tinha ouvido o som da queda do objeto, já desconfiando ser algo no minimo peso médio, como uma faca.

-Obrigado pela hospitalidade, e sobre o casamento, na realidade foi uma festa bem discreta sabe? Nossos parentes preferiram algo mais sutil e reservado para nós, afinal, não somos muito chegados a festas e gostamos bastante de ambientes mais tranquilos, e falando em ambiente tranquilo, ouvi dizer que esse hotel é mal assombrado e por isso eu não deveria trazer minha amada esposa para cá, mas o vi antes de entrar, e bem, tal como ele é belo por fora, é por dentro também e você me parece um bom rapaz, então não sei a causa desses boatos, por acaso aconteceu algo nesse hotel que faça com que as pessoas falem assim sobre ele? -Perigoso perguntar, seria bem mais fácil investigar, mas assumindo os ecos em sua mente junto a desconfiança de que já haviam caído em uma armadilha, era agora ou nunca, se o outro viesse estaria pronto, se ele respondesse amistosamente também, e nesse período curtíssimo de espera, estava se preparando até mesmo para defender Meredith ou as próprias costas, afinal, o que a menor tem que genialidade o maior tem de astucia.
avatar
Void

Mensagens : 186
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
102/300  (102/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Admin em Qui Jun 16, 2016 8:45 pm

- Mal assombrado? - O recepcionista sorriu enquanto pensava no que aquelas palavras significavam de verdade, afinal nunca havia acontecido nada ali, nada que se possa provar, mesmo assim ele colocou a mão direita a frente dos lábios parecendo um ancião pensativo. - Hm... Não, sei por que falam isso, nada aconteceu de estranho recentemente, ou melhor, dês de que trabalho aqui. 




Apoiando os cotovelos no balcão enquanto cruza os dedos, o sorriso travesso se forma nos lábios do moreno, este que poderia querer aprontar com os visitantes. - Mas claro, não fiquem nos corredores, o dono do estabelecimento não gosta muito de pessoas nos corredores.

Sorrindo ele volta a postura comum, virando um pouco o corpo para pegar a chave que sobrava, esta que tinha o numero 65 em seu chaveiro, olhando bem para o numero, talvez queria gravar este numero, o moreno sorriu ao colocar na frente da garota.

- Se são casados onde esta a aliança? - Perguntou curioso, pois de fato não havia nada nos dedos anelares.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 776
Data de inscrição : 11/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário http://wheel-of-fate.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Void em Qui Jun 16, 2016 9:24 pm

*Mantinha o foco no recepcionista enquanto a garota fazia o resto, bem, ela era mais rápida do que ele no pensamento então talvez já tivesse terminado de fazer. Enquanto o outro falava ele acenava positivamente com a cabeça, parecia concordar com o que o outro falava embora por dentro mantivesse aquela desconfiança de sempre*


-Recentemente, né? Quanto tempo trabalha aqui? -Já era dado o tempo e pouco importava sobre aquele funcionário, na verdade só estava matando tempo mesmo, pegando então da chave e olhando para ela vendo o numero para depois obviamente procura-lo pelo local.

-65? Fica em que andar? E não usamos alianças, sou alérgico a metais, então usar uma aliança seria um problema para mim, porém, para sinalizar nossa união, veja, não estranha ela usar uma coroa de flores em plena manhã? Toda rainha precisa de uma coroa, não acha? E sobre a minha, bem, digamos que coroas de flores são algo mais feminino, e bem, minha amada esposa adora flores, o perfume delas, por isso são flores de verdade e não artificiais, tudo para agrada-la da melhor forma possivel! -Começava a rir sozinho de olhos fechados e mão na nuca, uma risada abobada e até mesmo gostosa de se ouvir devido transmitir muita sinceridade e bom humor, sem duvida o rapaz era feliz, ou ao menos, aparentava perfeitamente ser assim.

-Né, minha rainha? -Voltou o olhar para ela mantendo aquele sorriso de sempre, morno e bobo, inclinando um pouco a cabeça para trás só esperando a resposta do recepcionista para poder sair dali e ir até o quarto.
avatar
Void

Mensagens : 186
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
102/300  (102/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Meredith Sivan em Qui Jun 16, 2016 10:41 pm

Observava com atenção redobrada os dois conversando, esperando que Sparda houvesse ouvido o barulho do objeto derrubado. Sabia fingir demasiadamente bem, por isso, fez um pequeno bico de tristeza e enlaçou o braço no do "marido", olhando-o com manha. 
Vós e sua maldita alergia, não é, meu amor? — resmungou num muxoxo, encostando a cabeça no braço do mais velho e encarando o recepcionista, rindo suavemente; — Imagine minha surpresa ao encontrá-lo com os dedos quase caindo de tanta alergia! Foi horrendo! Mas, fico feliz que possas trazer-me coroas de flores tão belas todos os dias! — Meredith estava enjoada. Não sabia e nem servia para bancar a esposa feliz, e por isso, praguejou mentalmente a estúpida ideia. Colocou uma das mechas de cabelo para trás, deixando cair consigo uma pétala vermelha de uma das rosas da coroa — Fico muito feliz que não passem de rumores, não é? O hotel é tão bonito e agradável. — comentou, balançando o leque em frente ao rosto. 
avatar
Meredith Sivan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Admin em Qui Jun 16, 2016 11:52 pm

A pergunta daquele rapaz fez parar pra pensar, a quanto tempo trabalhava ali? Conforme os lábios da menor se moviam o moreno não conseguiu levar em consideração o que ela falava por estar ocupado demais pensando em quanto tempo estava dentro daquelas paredes, seu externo parecia comum, sorrindo e balançando a cabeça positivamente conforme ela falava, parecia ser uma bela história.

- Tenho certeza de que foi uma cerimonia linda. - Respondeu as palavras da garota, porém ao virar para o marido da garota, a mão destra foi erguida até os lábios enquanto começava a morder a unha, o rapaz permanecia pensando naquilo.
- Acho que dês de que nasci, mas por que esse interesse no hotel? Alias, fica no sexto andar.

avatar
Admin
Admin

Mensagens : 776
Data de inscrição : 11/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário http://wheel-of-fate.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Void em Sex Jun 17, 2016 12:08 am

*Ficava somente ali atento mantendo sua cara de bobo mas sempre analítico. O outro parecia bem pensativo e percebia isso, afinal, quando pessoas ficam pensativas ficam com o olhar distante e normalmente focam no vazio, é algo bem comum de quem reflete e não é treinado para disfarçar*

-Entendo, tal como minha amada... E nada em particular, só quero que ela esteja segura, mas tendo sua palavra como apoio, creio que ela se sentirá em casa, muito obrigado. -Desde que nasceu? Ele parecia muito novo e o hotel mais antigo, por mais belo que famoso, então haveriam outros funcionários ali, só que mais velhos, com toda a certeza.

-Vamos, pequena, você precisa descansar. -Não se alterava, permanecia daquela forma dócil, caminhando então com Meredith como um casal mesmo já que tinha seu braço junto a ela, este que ele já mentalizada ser quebrado posteriormente por ela, afinal, esta estava agindo, e agindo de manhã, realmente seria problemático, mas mesmo assim pensava positivo, talvez dessa vez a garota o poupasse ao menos o braço.

-Sexto andar, certo? -Podiam ir de elevador? Claro, mas preferiu as escadas, já que caminhar com a desculpa de que estavam procurando o próprio quarto era perfeita para investigar o lugar de forma discreta, atento a saídas de emergência, janelas e outras rotas de fuga ou perseguição caso fosse preciso, algo comum a se fazer e que tomou um tempo até que eles finalmente estivessem frente aquele quarto, 65, bem, agora era só abrir a porta com cuidado, não sabia o que havia ali dentro e o silencio externo daquele hotel deixava tudo mais perturbador.

"-Esteja preparado.-" -O aviso próprio e mental se refletia no olhar, logo se a menor o olhasse iria entender o que ele queria dizer mesmo sem houver nenhuma palavra trocada, e após destrancar, abriu devagar a porta deixando a menor um pouco mais atrás de si, pois se viesse algo, seria ele o pego primeiro, todo o cuidado era pouco.
avatar
Void

Mensagens : 186
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
102/300  (102/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Meredith Sivan em Sex Jun 17, 2016 3:37 pm

Os olhos cinzentos de Meredith fecharam-se lentamente, enquanto ainda se apoiava em Sparda, por estarem de braços dados. Deu um pequeno sorriso dócil, junto de um aceno de mão para o recepcionista enquanto começava a caminhar em direção das escadas com o moreno mais alto. Caminhava com tranquilidade até que saíram da vista do rapaz, suspirando e assentindo para o nada, apenas compreendendo o olhar do rapaz. Havia prestado toda a atenção a cada detalhe dos corredores onde passaram, inclusive, a audição também afiada estava atenta, e Meredith era boa. Não perdia um som ou um detalhe, coisa que a ajudara a sempre escapar da polícia após as "atividades ilegais". 

Com calma... — sussurrou mais para si mesma que para o outro, franzindo o cenho enquanto este abria a porta. 
avatar
Meredith Sivan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
300/300  (300/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Romantista-mor em Sex Jun 17, 2016 4:11 pm

- Que a doce imagem vossa inda memora. - disse o Romantista, deixando sua melhor voz de pronuncia projetar-se pelo carro: era grave e transmitia seus muitos anos em um ranger natural, como uma porta sem óleo. - Saudosa a mente e o paternal desvelo, com que me heis ensinado de hora em hora. 


Terminou os versos e fechou o livro em um baque sonoro. O motorista do táxi apenas assentiu com a cabeça, olhando para o velho pelo retrovisor de vez em quando, alternando a atenção com a pista. 


- É muito bonito. - disse o motorista, virando uma esquina.


- Ah, sim, é claro que é. - respondeu o velho Romantista. No fundo, ele sabia que o motorista não prestara atenção e muito menos entendeu alguma palavra que havia proferido.


Aquele tipo de pessoa não se interessava por literatura clássica. E Dante era naturalmente difícil de se entender para aqueles que não possuíssem uma origem erudita como o próprio Romantista. É claro que não o julgaria por isso e muito menos o contrariaria: ler aquilo apenas reforçava sua identidade falsa de "vovô que quer relembrar a juventude". Não era difícil aparecer um ou outro idoso que falasse de seus tempos férteis e passados, algumas vezes sobre a musica das décadas passadas, outras sobre as mulheres e a cidade. O Romantista costumava falar de livros, é claro. É a única coisa que acercava sua vida.


Assim, deixou a Divina Comédia deitar sobre seu colo e se pôs a observar as luzes do lado de fora, pensativo. Havia chegado na cidade a pouquíssimo tempo, pouco menos de uma semana, mas o apartamento que arranjaram ficava no coração da cidade e isso não se encaixava com as necessidades do Romantista. Ele precisava de algo mais sutil, onde ninguém o procurasse. Assim, deu ao neto o endereço do Hotel Cortez e para lá seguiu, com a intenção de cuidar dessa parte enquanto o garoto se divertia. Ele precisava manter sob cautela o motivo de sua viagem.


Não demoraram para chegar em frente à hospedaria, onde um grande letreiro brilhante anunciava o nome do local. O taxista virou-se para o velho e este lhe entregou algumas cédulas como forma de pagamento. Pegou-o com educação, contou, colocou no bolso e acenou com a cabeça. Saiu do carro e abriu o porta-malas, de onde tirou a cadeira de rodas e ajudou o velho a sair, sentando-o no aparelho. 


- Foi um prazer, senhor... - disse o motorista, transformando seu silêncio em uma pergunta.


- Devan. Devan Smith. - respondeu para o homem, esboçando um sorriso por baixo do bigode branco. Colocou a mala no colo e direcionou a cadeira em direção à porta, empurrando as rodas e assim se aproximando desta. O som atrás dele anunciava a ida do taxista. 


Naquele momento, o Romantista utilizava uma barba espeça e um bigode branca, além de um chapéu preto sobre o cabelo grisalho e comprido, preso em um coque. A barba era falsa, assim como o bigode. O cabelo também. Ele pretendia manter identidades diferentes naquela cidade, na intenção de caso ser pego falsificando documentos ou em fazendo algo suspeito, pudesse sair impune. 


O motivo de estar na cidade era claro: estava investigando a morte de John. A morte que o levaria para a cadeia, anos atrás. E as pistas que ele precisava estavam naquela cidade. Por essa razão, trouxe o neto para passar um tempo e ajudá-lo caso preciso. O garoto estava maduro o suficiente para saber dos assuntos do avô, o único que cuidou dele como um verdadeiro pai. 


Entrou no hotel empurrando a cadeira com facilidade e foi até o balcão, tocando o sino com uma das mãos.


- Alguém aí? - perguntou em voz alta, abaixo de um grito, acima de uma fala. O suficientemente educado para seu atual disfarce. No colo, apenas a mala com as roupas e os livros que ele usaria. 
avatar
Romantista-mor

Mensagens : 21
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
EXP:
1/50  (1/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Astarte Drummond em Sex Jun 17, 2016 4:26 pm

Astarte finalmente chegava no hotel enquanto mantinha o coração escondido.  A garota ignorava qualquer pessoa que estivesse no seu caminho enquanto iria para o local de Igron estava, mantendo passos rápidos. 

- Igron? 

Continuando a andar até o porão e se deparar com ele, mantinha os olhos bem abertos. 
avatar
Astarte Drummond

Mensagens : 194
Data de inscrição : 13/06/2016

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
EXP:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Master Scar em Sex Jun 17, 2016 4:58 pm

O rapaz no balcão permanecia pensativo, estava aparentemente perdido em seus pensamentos. O curioso porém, é que ao notar que o casal já não estava mais a frente do balcão, cerrou os olhos e exibiu um sorriso malicioso nos lábios. - Quarto 65. Espero que se divirtam.

--
Por outro lado, o 6º andar era peculiarmente diferente dos outros, parecia ser mais escuro, as luzes falhavam constantemente em certos pontos, como se fossem pontos específicos. O chão rangia e o vento batia tão forte que ecoava pelos cantos mais obscuros daquele lugar; com a porta aberta os dois podiam ver agora que tratava-se de um quarto normal. A cama bem arrumada, uma janela coberta pela cortina cor de rosa. Uma porta quase oculta, certamente era de entrada para o banheiro. Havia uma TV presa na parede e uma cômoda ao lado direito da cama. Havia ainda um armário embutido no outro lado da parede. Se notassem bem os detalhes, poderiam perceber que a janela era protegida por grades e que a pedra de mármore do chão daquele quarto estava manchada com arranhões. O quarto era escuro, apenas uma luz funcionada, e era a do banheiro. O telefone para contato com a recepção estava embaixo da TV, será que funcionava? Não era um ambiente mal assombrado, ou era? Não saberiam, mas perigo algum sofreriam ali...até então. Já que certamente eles podiam sentir uma presença estranha naquele andar.
avatar
Master Scar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 17/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Admin em Sex Jun 17, 2016 5:24 pm

O porão sempre barulhento, um barulho que fica isolado apenas naquela sala, mesmo que a porta seja aberta e permaneça assim, os gritos jamais sairiam dali, no momento que Astarte entrou, Igron virou o rosto em direção a tal, caminhando até ela, procurando assim o coração que havia pedido.


- Aterrorizou? - Perguntou ao tomar a parte onde estava claro que tinha algo ali, pois estava encharcado de sangue.


avatar
Admin
Admin

Mensagens : 776
Data de inscrição : 11/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário http://wheel-of-fate.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Astarte Drummond em Sex Jun 17, 2016 5:26 pm

- Aterrorizar foi pouco, ela devia ser a nerdzinha excluída já que ninguém ao menos prestou atenção para a socorrer. Eu ainda a deixei cega para sofrer mais antes de morrer, isso é tão divertido, ser serva de um deus (a). Esse mundo é realmente impressionante não é Igron? 

Astarte entregava o coração para Igron enquanto permanecia com um sorriso enorme perverso em seu rosto. 
avatar
Astarte Drummond

Mensagens : 194
Data de inscrição : 13/06/2016

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
EXP:
50/50  (50/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Void em Sex Jun 17, 2016 8:02 pm

*Sentia aquela sensação bizarra, uma tipica sensação que sentia quando lidava com demônios, ou melhor, em sua visão, quando lidava com os loucos, pois sim, para Sparda tudo tem base cientifica e nada vem do além, assim sendo, ele sempre procura pensar em tudo com certa base nisso*


-Nossa, o serviço de quarto desse lugar deve ser péssimo. -Um comentário gozado devido o alivio de não ter nada ali além de um tipico cenário de filme de terror, e bem, a janela trancafiada seria um problema, muito embora realmente saltar do sexto andar em uma fuga não seria nada prudente, pois bem, entrou no quarto junto a garota e fechou a porta mantendo a chave consigo e torcia para ela não fechar sozinha e dar confusão ali dentro.

-Bem, cá estamos, e nossa, esse lugar é tão escuro que parece até que é de noite. -Olhava para os lados examinando o local sem se desvencilhar da menor, é, realmente a situação não estava de nada tranquila nem favorável, e por imaginar que as paredes tem ouvidos, sabia que não podia falar abertamente sobre Meredith do que iriam fazer ali.


-Será que existe algum lugar como uma lavanderia por aqui? Eu adoraria trocar de roupas, acha que devo procurar? -Teria que falar em "codigos" para parecer natural e não ficar tudo obvio demais, no caso, a fala dele significava o pedido de permissão a menor se ele deveria ou não sair e investigar o hotel por conta própria e ver no que daria.


-Bem, bem, o que achou do local? Gostou? -Queria saber o que ela tinha percebido sobre o hotel, os sons que ouviu ou qualquer coisa a mais que percebeu e ele não, afinal, o moreno já tinha ideia do que se passava por ali, mesmo que não exatamente.
avatar
Void

Mensagens : 186
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
102/300  (102/300)
EXP:
1/200  (1/200)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Master Scar em Sex Jun 17, 2016 8:46 pm

Assim que o velho adentrou o local, pôde sentir um vento além do comum bater em sua pele. A princípio brando, porém uma segunda vez foi capaz de lhe movimentar a barba. Não era habitual ter tamanha concentração de ar ali dentro. A campainha na recepção fez o barulho ecoar pelos arredores, porém ninguém apareceu. A temperatura estava relativamente estável e ainda assim aquele homem podia sentir cala frios arrepiarem-no. Claro, nada havia de ser, era um hotel como os demais. Pela terceira vez no entanto, a ventania acabou por fechar as portas e derrubar os vários papéis do balcão no chão. Eram folhetos informativos. O elevador então acabou por descer e chegar ao térreo. De lá saía uma pequena garotinha com cabelos loiros e um capuz cobrindo-lhe a face, só era possível ver a cor das madeixas por serem demasiadamente longas. Outro fator interessante é que a capa que ela estava usando era vermelha, talvez estivesse brincando de chapeuzinho vermelho? quem sabe.
-Vovô? Por que demorou tanto?
avatar
Master Scar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 17/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Romantista-mor em Sex Jun 17, 2016 9:10 pm

Aquilo era assustador, mas não o suficiente para assustar o velho Romantista. Sentiu os ventos atingirem-lhe e por um momento lembrou-se dos ventos fortes dos montes uivantes no cabelo de Siegfried, no terceiro ato do Der Ring Des Nibelungen. E como o próprio herói de Wagner, segurou a Divina Comédia como se fosse minha própria espada Notung.

Nesse momento, viu a porta do elevador se abrirem e as luzes se atenuarem ao seu redor. Viu demônios saírem de lá, viu as doze cabeças enfurecidas da hidra, viu a chama que ardia no Um Anel para Todos Governar. Mas tudo aquilo vinha de sua mente. O que saiu de lá era, na verdade, uma garotinha.

- Ch-- Chapéuzinho? - perguntou o velho Romantista, olhando a garota. - Posso ajudar, jovenzinha?
avatar
Romantista-mor

Mensagens : 21
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
EXP:
1/50  (1/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Master Scar em Sex Jun 17, 2016 9:18 pm

Estava assustada, não conseguia se aproximar mais. Tudo o que conseguiu foi dar três passos adiante e ali parou. - É mesmo o vovô? a criança cruzava os braços e se encolhia no próprio abraço. Tinha algo naquele homem que a fazia temer. Entretanto, onde estavam os pais daquela menina? por que a deixariam vagar livremente em um hotel? essas e outras perguntas faziam com que o homem se preocupasse com ela, ainda que não pudesse ver sua face. - Chapeuzinho? por quê está me chamando disso vovô? essa capa não é vermelha, não consegue ver sem seus óculos? deveras a capa da menina tinha uma tonalidade diferente, não era vermelha e sim preta. O homem estava a delirar? os ventos cessavam e o silêncio dominava aquele ambiente - se não fosse é claro pelo diálogo dos dois.
avatar
Master Scar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 17/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Romantista-mor em Sex Jun 17, 2016 9:21 pm

- Aposto que não sou seu avô. Eu tenho um neto, e ele virá para cá em breve. Qual é o seu nome? Onde estão seus pais? - perguntou o Romantista, com seu bom jeito de avô, gentil como nenhum outro. - Meu nome é Devan.
avatar
Romantista-mor

Mensagens : 21
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
EXP:
1/50  (1/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Master Scar em Sex Jun 17, 2016 9:26 pm

- Co-mo não é meu avô?
A pequena sentou-se no chão e abraçou os joelhos, encostando a cabeça ali. Quando ficou nessa posição o seu cabelo tocou no chão, devido ao tamanho. Sua voz era doce e suave, parecia uma menina de ouro.
- Meus pais?
Começou a chorar de soluçar, estava em prantos. O que tinha acontecido com seus pais? por quê ela estava chorando? E antes que as coisas pudessem ficar piores, já ficando, as luzes da recepção começaram a piscar e todos os elevadores desceram para o hall. Havia barulho no andar de cima, passos, vozes, vidros se quebrando. Quase como uma hora de terror, ainda não sendo.

___Se eu fosse você não iria contrariá-la.
avatar
Master Scar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 17/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Romantista-mor em Sex Jun 17, 2016 9:36 pm

Certo, agora sim estava fodido. Sentiu uma subita vontade de tocar seu exemplar de "O Chamado de Cthulhu" naquele momento, pensando em como o Mestre Lovecraft agiria naquela situação. Podia imaginar os cultistas dos deuses do Mythos no andar de cima e estremeceu.

O Romantista levou as mãos até o ouvido e disse, em voz alta:

- Acalme-se! O que houve!? Estou aqui para ajudar, não cho-- - e viu os andares descerem até o térreo. Um frio subiu pela espinha. Foi em direção à garota com a cadeira de rodas, estendendo-lhe a mão.

- Vamos, rápido! Isso está ficando perigoso! Venha, eu te protejo! - disse para a jovem, na esperança dela segui-lo.
avatar
Romantista-mor

Mensagens : 21
Data de inscrição : 14/06/2016

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
EXP:
1/50  (1/50)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Master Scar em Sex Jun 17, 2016 9:46 pm

A menina ergueu a face, seus olhos estavam avermelhados por conta do choro e seu rosto não possuía nada de anormal. Ela correu para segurar-lhe a mão e acabou pulando em seu colo, se espreitando entre seus braços para se proteger. Queria que ele a abraçasse e não deixasse que aquilo tudo lhe atemorizasse mais. Porém aquela última voz não era de ninguém ali, ou era? Não havia ninguém ali além dos dois. Os barulhos cessaram, ela permaneceu ali, quieta, chorando no silêncio.
___Parece que você não está muito bem, está?
A voz que antes estava distante, parecia ser tão próxima a eles no momento atual, e o sino da porta tocava. O homem podia agora 'abrir' seus olhos. Que menina? Que barulhos? ele estava parado em frente aos elevadores, abraçado a um livro e com a face um tanto pálida. Haviam algumas pessoas o encarando de forma estranha, o recepcionista porém o aguardava com um sorriso nos lábios. Era diferente do anterior, possuía as madeixas um pouco maiores, embora tivesse o rosto bem parecido. É claro, o homem não iria notar essa diferença.
avatar
Master Scar

Mensagens : 230
Data de inscrição : 17/06/2016

Ficha do personagem
HP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)
EXP:
999999999/999999999  (999999999/999999999)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Cortez

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 25 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 15 ... 25  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum